Hegel sobre o futuro, Hegel no futuro — Slavoj Žižek
Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Hegel sobre o futuro, Hegel no futuro — Slavoj Žižek

Por Slavoj Žižek O ponto que quero defender é o de que Hegel é o filósofo mais aberto ao futuro, precisamente porque ele proíbe explicitamente qualquer projeto que diga como o nosso futuro deve parecer. Como ele diz ao fim do prefácio de sua Filosofia do Direito (1820), a filosofia só consegue pintar “cinza no cinza”, e “a coruja de Minerva apenas alça…

Uma abordagem dialética para a unidade interior do partido — Mao Zédōng
Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Uma abordagem dialética para a unidade interior do partido — Mao Zédōng

Por Mao Zédōng Excerto do discurso no Encontro de Representantes dos Partidos Comunistas e Operários em Moscou, realizado em 18 de novembro de 1957. Com relação à questão da unidade, gostaria de dizer algo sobre a abordagem. Acho que nossa atitude deve ser de unidade para com cada camarada, não importa quem, desde que ele…

The R-Files 1.0: Sobre o Eclipse da Razão e Princípios da Filosofia do Direito — Agon Hamza, Frank Ruda
Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

The R-Files 1.0: Sobre o Eclipse da Razão e Princípios da Filosofia do Direito — Agon Hamza, Frank Ruda

Texto por Agon Hamza e Frank Ruda “The R-Files” (abreviação para “Os Arquivos da Revisão”) é uma nova publicação mensal do The Philosophical Salon. Neste artigo, os filósofos Frank Ruda e Agon Hamza dão uma olhada no que está acontecendo no mundo sob a perspectiva de um texto filosófico específico que os é relevante, os…

A dialética emergentista de Engels — Kaan Kangal
Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

A dialética emergentista de Engels — Kaan Kangal

Por Kaan Kangal Kaan Kangal é professor associado do departamento de filosofia da Universidade de Nanijing, e é especializado em dialética, hermenêutica, metafísica, além de pesquisa em Marx-Engels. Seu trabalho acerca dos Manuscritos de Bonn, de Marx, ganharam o Prêmio David Riazanov em 2019. Sua publicação mais recente é Friedrich Engels and the Dialectics of…

Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Walter Benjamin, a questão da técnica e o cinema — Jean-Louis Déotte

Por Jean- Louis Déotte. A originalidade do pensamento de Benjamin teria consistido em separar as artes de suas condições técnicas que marcam época, em pensar a arte necessariamente aparelhada, e em conceber a aparelhagem cinematográfica como aquela que permite a recepção poética das técnicas.             Em A partilha do sensível, Jacques Rancière confronta novamente Benjamin,…

Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Os limites da democracia liberal — Slavoj Žižek

Nas semanas que antecedem a eleição presidencial dos EUA, diferentes tipos de resistência populista estão formando gradualmente uma frente unida: “Nos estágios finais da eleição presidencial dos EUA, grupos milicianos armados estão forjando alianças com teóricos da conspiração e grupos antivacina que afirmam que a pandemia de coronavírus é uma farsa, intensificando o medo de…

Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Indeterminismo na Física, caos clássico e mecânica bohmiana. Os números reais são realmente reais? — Nicolas Gisin

Grupo de Física Aplicada, Universidade de Genebra, 1211 Genegra 4, SuíÇA (3 DE JUNHO DE 2019) É comum identificar as condições iniciais de sistemas dinâmicos clássicos com números matemáticos reais. No entanto, quase todos os números reais contêm uma quantidade infinita de informação. Eu argumento que um volume finito de espaço não pode conter mais…

Arquivo (Tradutores Proletários) | Uncategorized

Poder, aparência e obscenidade: cinco reflexões — Slavoj Žižek

1: O novo mestre obsceno O espaço público obsceno que está emergindo hoje muda a forma com que a oposição entre as aparências e os boatos funcionam. Não é que as aparências não possuam mais importância quando a obscenidade reina diretamente; é que, na verdade, espalhar boatos obscenos e agir de forma obscena sustenta, paradoxalmente,…