4 de abril, 2021

Na data que marca o aniversário de 53 anos da morte de Martin Luther King, este escrito resgata uma negligenciada marca de seu pensamento político: o anticapitalismo e a compreensão da necessidade de uma luta política mais profunda.

31 de março, 2021

"'Negar que seu inimigo político tem alma é nada menos do que uma regressão ao racismo vulgar que rima com algumas das gafes de Biden – por exemplo, em apoio a Barack Obama, ele disse: “Quer dizer, você tem o primeiro afro-americano mainstream que é articulado, brilhante, limpo e é um cara boa-pinta. Quer dizer, é como num livro de histórias, cara.' O que isso significa é que, se a presidência de Biden for melhor do que a de Trump, não será por causa de sua alma. Quanto menos ele confiar em sua alma, melhor para todos nós."

30 de março, 2021

Pensar aquilo que hoje parece impossível. Pensar um novo mundo, novas formas de sentir, de desejar, formas de vida impredicáveis, inapropriáveis, formas de vida antagônicas a uma sociedade enfeitiçada pelas mercadorias. A esterilidade do pensamento que, hoje, é incapaz de pensar o diferente, deve transformar seu desamparo em vigor e ferocidade, deve trabalhar para constuir um novo mundo - assim como fizeram os trabalhadores e trabalhadoras na Comuna de Paris e de Xangai. "Se a Comuna for derrotada" - afirma Marx durante a Comuna de Paris - "a luta será apenas adiada. Os princípios da Comuna são eternos e não podem ser destruídos; voltarão sempre à ordem do dia, enquanto a classe operária não tiver conquistado sua libertação."

18 de março, 2021

Mariátegui vai além da simples análise. Funda uma revista de nome Amauta – título quechua para denominar os sábios – que além de pretender homenagear os nativos do Peru e componentes significativos de sua população, quer ressignificar as relações do incaísmo, colocando a palavra, a revista e os escritos não a serviço de um império, mas sim de um novo mundo, com novas ideias e com a emancipação dos povos. Jornalista autodidata, Mariátegui inicia sua carreira trabalhando para a imprensa criolla, depois escreve no exílio de forma autônoma, e ao voltar funda a Amauta.

13 de março, 2021

A Lei Orçamentária Anual impôs uma série de cortes às instituições públicas. O jornalista Daniel Diogo procura estabelecer, consultando fontes oficiais e contatando pós-graduandos, o quadro da produção científica a partir de cortes à verba de fomento nas universidades.

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Slider

O número mais significativo

Zero à Esquerda é um veículo para conteúdo político radical que ainda não tem seu lugar.

contato@zeroaesquerda.com.br

Como colaborar

Há várias formas de contribuir com este projeto, seja enviando produções e traduções suas, seja financeiramente. Saiba mais!