• Pensar o futuro — J Francisco Saraiva de Sousa
    “Os maiores filósofos nasceram sem pai e viveram na solidão do seu isolamento teórico e do risco solitário que assumiram perante o mundo” —Louis Althusser “Se quiseres conhecer o teu inimigo, terás que penetrar no país do teu inimigo”— Lenine “Os assassinados são defraudados até mesmo da única coisa que a nossa impotência pode garantir-lhes: a recordação.”…
  • As litanias de Satã contra o Capital — Eduardo Galeno
    “De toda a política, só compreendo uma coisa: a revolta” — Gustave Flaubert  I.      Em um sentido claro, Baudelaire, depois de 200 anos de seu nascimento, permanece tão atual como foi nos anos de 1850 e 1860. As marcas deixadas, principalmente por seu magnus Les fleurs du mal (1857), continuam sendo, na história, uma…
  • ATA DA REUNIÃO REALIZADA NO DIA 22/07, ONDE ESTIVERAM PRESENTES OS AUTONOMISTAS E A POLÍCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO – Charlie Brown Neto
    Resposta ao texto “Ação direta: agitação performática ou tática revolucionária?”, de Matheus Miranda, publicado no LavraPalavra no dia 16 de julho. Tenho um lado irônico. Tenho um lado insuportável. Tenho um lado amável. E cada um tem o meu lado que merece. – … because something is happening here but you don’t know what it…
  • Apocalipse e História: a Filosofia da História revisitada – J Francisco Saraiva de Sousa
    A imagem de capa corresponde à uma fotografia de uma demolição próxima a Sé do Porto em Portugal. “A ‘vocação’ do século XIX para o estudo da história e para a absoluta necessidade vital desse estudo tem o seu ano de nascimento na revolução francesa. A “história” é experimentada desde então como crise em permanência ou como…
  • De quem é a culpa? Entre o caos da saúde pública e o capitalismo do desastre – Felipe Gomes Mano
    No dia 27 de abril de 2021 foram veiculadas várias notícias expondo falas do ministro da economia, Paulo Guedes, em reunião do Conselho de Saúde, na qual foi tratado o delicado tema da gestão da saúde pública no Brasil durante a pandemia. Segundo o ministro, “todo mundo quer viver cem anos, cento e vinte, cento…