No presente filme de Willian Williamson, A Questão do Amor, o filósofo Alain Badiou, autor do livro “Elogio ao amor” resultado de uma entrevista com Nicolas Truong, nos chama a atenção para pensarmos os aspectos políticos e sociais do amor em um mundo marcado pela forma-mercadoria e consequentemente pelo individualismo, onde se é exigido o amor seguro, longe de todos os riscos. Para Badiou, o amor precisa ser urgentemente defendido como criação e intensa experiência do outro…Uma verdadeira revolução!

“Defender o amor naquilo que ele tem de transgressor e heterogêneo é mesmo, portanto, uma tarefa do momento”

(Elogio ao amor, p. 60, 2009)

Traduzido e editado por: Jade Amorim

Revisado por: André Luiz B. Silva e Felipe Aiello


Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.